Mês: julho 2020

7 de julho de 2020

XPLG11 Se torna o maior FII do segmento logístico

No mês de junho o XPLG11 teve o maior volume de negociações entre os Fundos Imobiliários. Foram movimentados R$ 241,9 milhões perfazendo uma média diária de R$ 11,5 milhões no período. O fundo possui cerca de 150 mil cotista e tinha um patrimônio próximo de 1,6 bilhões de reais. Mas recentemente realizou sua 4ª emissão e vai passar a apresentar um patrimônio próximo de R$ […]

7 de julho de 2020

Suno cria o Índice SUNO30

A Suno anuncio no dia 25 de junho a criação de um índice de fundos imobiliários chamado Suno 30 FII’s O índice será composto por 30 fundos imobiliários que serão distribuídos entre os segmentos do “tipo tijolo”, “tipo papel” e híbridos. Deixando assim os FoFs de fora. Quando perguntados o por quê dessa escolha, eles responderam: “Fizemos essa escolha por acreditarmos que seja a melhor […]

7 de julho de 2020

QAGR11 assina escritura de 4 ativos

O fundo realizou assinatura da escritura dos 4 Centros de Recebimento de Grãos, pelo montante total de R$ 49.779.714,00. Os centros de recebimento de grãos adquiridos estão localizados nos municípios de Francisco Beltrão, Medianeira e Pato Branco, no estado do Paraná e um localizado no município de Campo Erê, estado de Santa Catarina. Esses Centros de Recebimentos de Grãos foram adquiridos da BRF e alugados […]

7 de julho de 2020

GGRC11 renegocia contratos para evitar inadimplências

Para evitar inadimplência, o fundo renegociou os aluguéis com a Covolan Indústria Têxtil. Com isso, os rendimento nos meses de junho/20 a fevereiro/21 terão uma queda de aproximadamente R$0,07 por cota. Após esse período, esta redução será ressarcida no pagamento de futuros rendimentos durante a vigência do contrato. Veja essa e outras notícias em O Acionista

7 de julho de 2020

HGLG11 adquire mais 3 galpões logísticos

O fundo realizou aquisição de um conjunto de galpões logísticos localizados na cidade de Extrema, Minas Gerais: Os 3 já se encontram alugados até o ano de 2024, sendo 2 para a empresa Nakata Automotiva S.A e um para Via Varejo S.A. A partir do dia 01 de julho o fundo terá 72,6% das receitas de locação desses Imóveis, o que é aproximadamente R$ 0,04 […]

7 de julho de 2020

Paulo Guedes quer taxar os dividendos

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo incluirá tributação de dividendos na reforma tributária. “Não quero tributar empresa, mas se o dinheiro sair para o acionista, aí você tributa o dividendo. Não é possível que alguém pague zero sobre dividendo enquanto o trabalhador paga 27,5%”, afirmou ele. Ele só esquece que boa parte dos acionistas são trabalhadores, então vamos estar pagando agora […]

7 de julho de 2020

IRB divulga balanço trimestral

A empresa IRB Brasil divulgou o seus resultados trimestrais. Apresentando lucro de R$ 13,8 mi no 1T20, uma queda de 92% em comparação aos R$ 177,9 milhões registrados no mesmo período do ano passado. A empresa também reapresentou os resultados do ano de 2019 A nova diretoria identificou diversos fatos e indícios que sugeriam que os saldos de abertura do exercício de 2020 não estavam […]

7 de julho de 2020

Empresa alemã cai 98%

Wirecard, uma empresa de pagamento e uma das 30 principais empresas da Alemanha, viu suas ações que estavam 104 euros, caírem 98%, batendo uma mínima de 1,28 euro. A empresa já havia adiado a apresentação do balanço 4 vezes. Mas teve que apresenta-lo, após apresentação do balanço, foi descoberto um sumiço de US$ 2 bilhões o que fez a empresa entrar com pedido de insolvência. […]

7 de julho de 2020

WhatsApp consegue permissão do Cade

A novela do WhatsApp pagamentos teve mais um capítulo, dessa vez a notícia é boa. O serviço foi autorizado pelo Cade, porém ainda falta a permissão do Banco Central para operar. Segundo o presidente do Banco Central A plataforma de pagamentos do WhatsApp não está proibida de operar no Brasil, mas a liberação só deve acontecer depois que ela for devidamente regulamentada Além de precisar […]

7 de julho de 2020

Empresas fazem boicote as redes sociais

Empresas como Starbucks, Coca-Cola, Unilever e outras estão cancelando suas publicidades nas redes sociais, em especial no Facebook. Segundo a mídia tradicional é por conta do discurso de ódio Porém alguns meios independentes já interpretam diferente, como uma pausa para não se envolverem na polarização que deve ocorrer agora por conta da Eleição Americana. Há quem diga também, que seria uma forma de preservar caixa […]